dermatite
A causa ainda não é conhecida, havendo eventualmente prédisposição familiar e discreta predominância no sexo masculino, sendo a seborréia o fator predisponente. A afecção é do grupo da dermatose que têm multiplicação celular acelerada com a presença de células nucleadas na camada córnea (camada superficial da epiderme).

As glândulas sebáceas são estimuladas por andrógenos (hormônios masculinos) e estão ativas no nascimento por andrógenos maternos, o que explica a dermatite seborréica do lactente. O estímulo androgênicos cessa após alguns meses e desaparece a dermatite seborréica. Esta pode reaparecer na puberdade, atingindo sua maior ocorrência, dos 18 aos 40 anos de idade e melhorando gradualmente. Entretanto, pode ocorre no idoso, em condições em que há estimulações sebáceas.

Fatores favorecedores da dermatite seborréica são: calor, umidade e uso de roupas que retêm sebum e suor, tais como: lã, flanelas, seda e tecido sintético.

Agentes microbianos têm sido lembrados nas patogêneses da dermatite seborréica. O número de bactérias ou leveduras é bem maior do que na pele normal, podendo ser causa agravante. Tensão emocional pode agravar a dermatite seborréica. Nenhum alimento foi relacionado à afecção. Alcoolismo é condição agravantes; diabetes e obesidades favorecem ao quadro.